‘Padre Inaldo e Fábio Henrique é questão de polícia”, afirma Dr. Samuel Carvalho em entrevista ao Jornal da Fan

0
374

SOCORRO, SE (POLÍTICA A JATO) – O deputado estadual e pré-candidato a prefeito pelo Cidadania de Nossa Senhora do Socorro, Dr. Samuel Carvalho, concedeu entrevista ao radialista Narciso Marchado do Jornal da Fan, na manhã desta sexta-feira (21) e teceu críticas ao comportamento de alguns políticos do município.

Inicialmente, Dr. Samuel afirmou que é uma contradição o modo como Fábio Henrique trata as questões políticas do município de Socorro.

Fábio teria dito que deixar a Câmara era seguir o que Marcelo Deda fez quando foi prefeito de Aracaju.

No entanto, Dr. Samuel lembrou que Deda só deixou de ser parlamentar após o seu segundo mandato e não no primeiro.

Para Samuel, não se justifica abandonar o mandato em Brasília em menos de dois anos para pleitear a prefeitura de Socorro. Para ele, FH poderia contribuir melhor se permanecesse como Federal.

Quando perguntado se tinha um acordo com o prefeito Padre Inaldo, Dr. Samuel foi cirúrgico ao afirmar que “em hipótese alguma faria” e que nunca sentou com o atual gestor para falar sobre política.

Dr. Samuel aproveitou para criticar o comportamento do secretário de comunicação de Socorro, Carlos Ferreira, no que tange as brigas desnecessárias em redes sociais com os adversários de Fábio Henrique.

“Tá ficando ridículo! A gente vê Fábio Henrique brigando com Carlos Ferreira e isso não agrega em nada. As as pessoas ficam triste com isso porque era para estar discutindo a problemática do próprio município e não brigando”, afirmou.

“Não vou entrar nessa baixaria de estar em redes sociais, em grupos de whatsapp brigando ou gravando vídeo. A nossa postura como parlamentar e como pré-candidato é de respeito”, complementou.

Ainda sobre Fábio Henrique, Dr. Samuel Carvalho afirmou que o deputado federal enviou emenda para a Codevasf com o intuito de fazer política.

“Na medida em que você coloca na Codevasf, você tem como direcionar para onde você quer. Ele quer administrar a cidade com o dinheiro que ele manda para Codevasf”, explicou Dr. Samuel.

Perguntado sobre a posição da prefeitura a respeito da argumentação do Ministério Público, Dr. Samuel foi incisivo ao dizer que em se tratando de justiça Padre Inaldo e Fábio Henrique conhecem bem.

“Hoje Padre Inaldo e Fábio Henrique é questão de Polícia”(sic), afirmou Samuel elencando as irregularidades cometidas pelos dois.

Sobre suas pretensões como pré-candidato, Dr. Samuel afirmou que inicialmente convidou a população para participar da construção do plano de governo que será apresentado em convenção.

Numa ação que mobilizou as redes sociais, ele afirmou que o projeto já conta com 600 pessoas que vão colaborar dando sujestões sobre “qual Socorro queremos”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui