Urgente: Moro anuncia oficialmente sua saída do Governo Bolsonaro

    0
    511

    BRASÍLIA, DF (POLÍTICA A JATO) – O ministro da justiça e segurança pública, Sérgio Moro, entregou a cargo em entrevista coletiva na manhã desta sexta-feira (24).

    Moro falou que inicialmente foi garantido a autonomia da Polícia Federal e tratou como fundamental para que os resultados fossem alcançados.

    O ex-juiz federal afirmou que foi prometido carta branca para que ele pudesse fazer as nomeações que fossem necessárias ao combate ao crime organizado.

    Tudo que fora prometido pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, foi sendo desconstruído ao longo tempo. E a demissão de Valeixo foi a gota d’água para Moro entregar o cargo de ministro.

    O ex-juiz disse que houve várias interferências e elas eram de cunho político.

    “O problema nas conversas com o presidente não era só a troca do diretor-geral, mas também a troca de outros superintendentes, sem razão. O Presidente queria alguém de sua confiança para colher informações da Polícia Federal. Falei ao presidente que seria uma interferência política e ele disse que seria mesmo”, disse Moro.

    Moro afirmou que a exoneração de Valeixo foi uma demonstração de que o presidente não o queria mais no cargo e por esses e vários outros motivos resolveu sair do ministério da justiça.

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui