Jabutiana é o bairro com menor índice de isolamento social em Aracaju

    0
    348

    ARACAJU, SE (SECOM) – Desde que os primeiros casos de infecção pelo coronavírus foram confirmados em Aracaju, a Prefeitura tem adotado diversas medidas para garantir o distanciamento social da população, já identificado como ação eficaz para conter o avanço do vírus em cidades com grande índice de contaminados.

    Através de decretos municipais que são atualizados mediante os avanços da doença na capital sergipana, a gestão tem  determinado ações para restringir a circulação dos aracajuanos, a exemplo  da suspensão de atividades em escolas das redes municipal e particular, de eventos públicos, do funcionamento do comércio não essencial em geral, e a interdição de áreas de lazer da cidade.

    Apesar destas determinações e do aumento de casos em Aracaju – que já registra 30 infectados e quatro óbitos -, um estudo de movimentação de pessoas, realizado a partir da geolocalização, e apresentado na manhã desta terça-feira, 7, pelo prefeito Edvaldo Nogueira à imprensa, demonstra que parte significativa dos aracajuanos ainda não tem respeitado as medidas de isolamento.

    Segundo a análise, apenas 52,8% da população aracajuana tem seguido as determinações, enquanto no país 55,1% tem se mantido em casa. Entre as regiões com os piores índices na capital estão os bairros Jabotiana (34,5%), Coroa do Meio (40%), Santa Maria (41%), Industrial (46%) e Mosqueiro (38, 1% a 45,8%).

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui