Maioria vota por rejeitar exceção de impedimento de Belivaldo Chagas

    0
    586

    SERGIPE, (POLÍTICA A JATO) – A maioria dos membros do Tribunal Regional Eleitoral rejeitou a arguição incidental de impedimento movido pela defesa do governador Belivaldo Chagas.

    Apenas os desembargadores Marcos Garapa e Joaby Gomes votaram a favor da rejeição do pedido.

    O relator Diógenes Barreto alegou que o filho do desembargador José dos Anjos entrou no escritório de advocacia muito tempo depois da ação ser proposta. Fato que não caracteriza motivo para impedimento.

    Com a decisão, o resultado do julgamento que cassou o mandato do governador de Sergipe permanece e o pleno deverá somente analisar agora os embargos de declaração, previsto para ocorrer dia 15 deste mês.

    Os embargos tem por finalidade pedir esclarecimentos acerca de possíveis obscuridades, a solução da contradição ou o suprimento da omissão verificada na decisão embargada. Em via de regra, não muda a decisão do colegiado. Há quem entenda que seja somente atos protelatórios.

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui