URGENTE: Fórum de Combate à Corrupção mira prefeita de Monte Alegre por recursos da Covid-19

0
828

MONTE ALEGRE, SE (POLÍTICA A JATO) – O Fórum de Combate à Corrupção em Sergipe (FOCCO), solicitou a intervenção do Ministério Público de Contas do Estado, do Ministério Público de Sergipe e da Procuradoria da República no sentido de verificar possível violação dos princípios administrativos nos repasses de verbas de combate à Covid-19 no município de Monte Alegre de Sergipe.

O FOCCO realizou uma auditoria no portal da transparência do município e encontrou possíveis ilegalidades que afrontam a Lei de Acesso a Informação em contratos firmados pela prefeita Nena de Luciano.

O Fórum verificou que não há processos licitatórios específicos para o combate à pandemia mundial do novo Coronavírus, bem como não existe espaço separado de divulgação de procedimentos de contratação de bens e serviços por dispensa e inexigibilidade de licitação voltados ao enfrentamento da Covid-19.

Além disso, segundo o FOCCO, a prefeitura de Monte Alegre não divulga satisfatoriamente a data da publicação desses contratos no diário oficial do município.

Ademais, o Fórum de Combate à Corrupção também informou que os contratos direcionados às contratações da Covid-19 não são demonstrados de forma separada dos demais e não possuem mecanismo de busca que permita esse filtro.

Outra situação que chamou a atenção do Fórum está associada as notas de empenho e de pagamento. Na auditoria, foi possível notar que esses dois itens importantes também não são divulgados pela prefeitura.

A falta de publicidade nos contratos firmados por Nena chamou a atenção do Fórum, que não encontrou outra saída a não ser demandar os órgãos de respectivas competências institucionais para a adoção das medidas necessárias para evitar prejuízo ao erário público, através de possíveis desvios de verbas.

O documento é assinado pelo secretário do Tribunal de Contas da União (TCU), Jackson Luiz Araujo Souza, que coordena o FOCCO em Sergipe.

A manifestação pode ser acompanhada através da notícia de fato de número 72.20.01.0078 na ouvidoria do Ministério Público de Sergipe.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui