Gaeco mira ex-prefeitos de Carira por fraude à licitação

0
527

CARIRA, SE (POLÍTICA A JATO) – O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado do Ministério Público de Sergipe (GAECO), realizou investigação que culminou na ação civil por improbidade administrativa de número 201965002835, em desfavor de Diogo Machado e João Bosco Machado, ex-prefeitos do município de Carira.

Além dos dois, o GAECO também arrolou na denúncia Antônio Carlos dos Santos, José Alves
Menezes, José Messias Santos, Marcos Ribeiro Leite, Wiliam Tavares Oliveira, Edjânio
Alves de Oliveira, José Fernandes Moreira Guimarães, Janilson dos Santos Farias e Margarida Maria Menezes Machado.

De acordo com MP, Diogo como prefeito e o pai como secretário de obras, agiram em conluio, através de processos licitatórios fraudulentos de Tomada de Preços e de dispensa de licitação, e dos contratos subsequentes firmados com a Empresa Angular Construções Ltda.

Os contratos foram firmados com o Fundo Municipal de Saúde e com o Fundo Municipal de Assistência Social e causaram prejuízo ao erário, na medida em que os envolvidos frustraram a licitude de processos licitatórios, dando aparência de legalidade, quando os procedimentos, por tudo quanto apurado, não passou de montagem, pois, saiu vencedora, em todos eles, a Empresa que pertencia de fato a João Bosco Machado.

“Assim, como demonstrado na narrativa dos fatos, houve uma grave fraude às licitações e nos contratos decorrentes das mesmas e desvio de verbas públicas, o que gerou prejuízo ao erário”, afirmou o Gaeco nos autos.

O órgão ministerial aguarda a comarca de Carira localizar Wiliam Tavares Oliveira e intimá-lo para posteriori voltar a se manifestar nos autos.

Wiliam integrou o esquema fraudulento na condição de procurador da Empresa Angular Construções, tendo participado dos procedimentos licitatórios fraudulentos investigados no presente feito.

Ele recebeu da prefeitura de Carira o valor de R$ 3.000,00 (três mil reais), e de João Bosco Machado o valor de R$ 2.400,00 (dois mil e quatrocentos reais) e transferiu para Marcos Ribeiro Leite o valor de R$ 1.000,00 (um mil reais).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui