Pré-candidato em Porto da Folha já foi alvo de medidas protetivas por ameaça de morte à ex-companheira

0
484

PORTO DA FOLHA, SE (POLÍTICA A JATO) – O Política a Jato teve acesso a documentos exclusivos de uma ação penal de número 201821300240 no âmbito da Lei Maria da Penha em desfavor do pré-candidato a vice-prefeito de Porto da Folha, Dr. Juarez Isidóro.

O cirurgião dentista foi alvo de uma medida protetiva movida por sua ex-companheira, que o acusou de ameaça de morte.

Segundo consta no depoimento prestado por ela, Juarez Isidóro, que já declarou ser pré-vice junto com o pré-candidato a prefeito Manoel Lima, enviava mensagens pelo aplicativo WhatsApp com agressões verbais e ameaça de morte, bem como chegou a mostrar uma foto portando uma arma de fogo.

Trecho do depoimento prestado pela ex-companheira no ano de 2018.

A justiça determinou, à época, que Juarez ficaria proibido de se aproximar da vítima, mantendo a distância mínima de 200 (duzentos) metros, bem como de manter qualquer contato, através de meio de comunicação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui