Padre Inaldo coloca adversários na justiça

0
340

SOCORRO, SE (POLÍTICA A JATO) – O prefeito do município de Nossa Senhora do Socorro, Inaldo Luis da Silva, ingressou com queixa-crime em desfavor de dois adversários políticos pelo comentimento de crimes de calúnia, injúria e difamação.

Segundo a defesa do Padre Inaldo, o gestor sofreu ataques em redes sociais, inclusive no aplicativo WhatsApp, que extrapolaram os limites da liberdade de expressão.

Um dos demandados se chama Jucivaldo Menezes Feitosa que, segundo o prefeito, usou o grupo de WhatsApp “POLÍTICA DE SERGIPE” para afirmar que o gestor foi “irresponsável, pois inaugurou uma Unidade de Saúde já infectado pelo Covid-19, gerando aglomeração e infectando a todos”.

O outro é Cleverton Vieira Pacheco que, nos grupos de WhatsApp “EXPRESSÃO SOCORRENSE” e “FORA PREFEITO PADRE INALDO”, afirmou que prefeito e o secretário Enoque “DERAM ORDEM A UMA MÉDICA NA UPA DE SOCORRO PARA SÓ ATENDEREM A PACIENTE SE ESTIVESSE MORRENDO” e “QUE A POLÍCIA FEDERAL CHEGOU A SOCORRO POR TER ENCONTRADO IRREGULARIDADES NO HOSPITAL DE CAMPANHA DO COVID-19”:

Padre Inaldo afirmou nos autos que as Fake News veiculadas pelos dois adversários políticos tiveram o objetivo de macular sua imagem e pediu a condenação pelos crimes de calúnia, injúria e difamação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui