Dr. Samuel Carvalho afirma que última pesquisa sobre eleição de Socorro é suspeita e abre investigação

0
277

SOCORRO, SE (POLÍTICA A JATO) – O deputado estadual e pré-candidato a prefeito de Nossa Senhora do Socorro, Dr. Samuel Carvalho (Cidadania), concedeu entrevista ao Jornal da Xodó na tarde desta quinta-feira (27) e teceu alguns comentários a respeito da última pesquisa divulgada no município de Socorro.

A pesquisa foi realizada através do Instituto IPESE e divulgada no último domingo (23) com o Padre Inaldo liderando tanto na espontânea, quanto na induzida.

Samuel diz respeitar os números, mas contestou o fato de ser a única pesquisa que põe o atual prefeito a frente dos demais pré-candidatos.

‘Eu tenho minhas ressalvas com relação a mesma. É o único Instituto em que o padre tá na frente. Todos os outros Institutos não mostram isso, principalmente as pesquisas de consumo interno. Em dezembro do ano passado, de 2019, esse instituto já dava o padre na frente, quando na verdade em nenhum momento do ano passado havia essa expectativa de que o padre estivesse na frente”, afirmou o pré-candidato do Cidadania.

Dr. Samuel acrescentou que já acionou o jurídico para fazer todo o levantamento sobre o instituto IPESE e abrirá uma investigação porque, segundo ele, além de de estar inapta na Receita Federal, há pessoas do próprio Instituto vinculadas ao PCdoB, partido pelo qual Inaldo se elegeu.

“A pesquisa é no mínimo estranha e muito suspeita. O instituto é o IPESE. Ele tem pessoas vinculadas ao PCdoB, que é o partido do padre e está inapta na receita federal”, afirmou.

Dr. Samuel também apontou quais foram algumas incongruências da pesquisa ao afirmar que os números destoam dos dados divulgados pelo próprio Instituto no mês de junho, e por isso quer verificar juridicamente se houve algum tipo de induzimento.

“Essa mesma pesquisa fez, salvo engano no mês de junho, só divulgou a espontânea e eu estava em segundo lugar, e em menos de um mês e pouquinho eu cai quase 7 pontos. Mas não teve nada de estrambólico na nossa pré-campanha para a gente cair tão radicalmente como aconteceu. Como estou dizendo, eu respeito a pesquisa, mas essa aí a gente está fazendo uma investigação para verificar se houve algum tipo de induzimento”, concluiu.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui