MP apura suposta falsificação de pesquisa divulgada em video por Júnior de Leonidia

0
322

CARIRA, SE (POLÍTICA A JATO) – A Promotoria de Justiça da Comarca de Carira, recebeu notícia de fato de nº65.20.01.0037, relatando uma suposta divulgação de pesquisa eleitoral fraudulenta em redes sociais.

Narra a denúncia que o pré-candidato Sílvio Aragão, conhecido por Júnior de Leonidia, compartilhou vídeo nos grupos de WhatsApp, onde ele mesmo aparece mostrando uma pesquisa supostamente sem registro na Justiça Eleitoral.

“Apurar suposta falsificação de pesquisa eleitoral, que é exposta em vídeo publicado em rede social pelo então pré-candidato a prefeito de Carira Sílvio Aragão”, diz trecho do procedimento aberto pelo Ministério Público.

De acordo com o denunciante, até o dia em que Júnior mostrou a pesquisa supostamente falsa, havia somente um registro de levantamento de intenção de votos no Tribunal Regional Eleitoral.

A única pesquisa até então registrada é do instituto Dataplan, que mostra Dr. Robson liderando a corrida eleitoral em Carira e Junior de Leonidia em último lugar.

Já no levantamento do instituto divulgado pelo pré-candidato Júnior de Leonidia, Diogo Machado lidera e o próprio Júnior aparece em terceiro lugar.

O promotor de Justiça, Dr. Diego Gouveia Pessoa de Lima, ao instaurar a notícia de fato nesta quarta-feira (02) afirmou que, inicialmente, “em razão do seu conteúdo eleitoral, será analisada a viabilidade de instauração de um procedimento preparatório eleitoral”.

Vale lembrar que a divulgação de pesquisa sem o prévio registro na Justiça Eleitoral está sujeito à aplicação de multa no valor de R$ 53.205,00 a R$ 106.410,00 e a divulgação de pesquisa fraudulenta (falsa) constitui crime, punível com detenção de seis meses a um ano e multa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui