Troca de mensagens mostra como foi firmado o acordo entre Luciano Lino e o Instituto Dataplan

0
449

MONTE ALEGRE, SE (POLÍTICA A JATO) – O Política a Jato obteve com exclusividade o diálogo entre Luciano Lino e dono do Instituto Dataplan, Thiago Aquino.

Nas mensagens, Luciano orienta no sentido de corrigir o nome de Geilson Correia e indica a possibilidade de iniciar a pequisa pelo povoado Couro, afirmando que fica próximo do povoado Monte Santo e povoado Lagoa da Espora.

Mais adiante, Thiago Aquino diz: “Bom Dia Luciano, terminamos a pesquisa ontem, fomos de Van, estou esperando o resultado para te passar”.

Luciano responde afirmando que se eles estivessem em Monte Alegre naquele dia, iria oferecer ajuda. No entanto, Thiago desconversa dizendo que o instituto estava adotando uma metodologia na qual ele aprendeu em São Paulo.

O que parecia ser um negócio certo, tornou-se um pesadelo na vida do empresário Thiago Aquino. As mensagens comprovam que Luciano Lino não estava levando a sério as cobranças do Dataplan.

E um determinado momento, já desesperado, o Thiago clama a Luciano afirmando que estava sendo pressionado pelos seus funcionários que estavam há mais de 20 dias sem receber pela pesquisa eleitoral feita.

Não obtendo êxito, o proprietário do instituto enviou mensagem para a prefeita Nena que respondeu afirmando que tudo seria resolvido até a terça-feira daquela semana e que qualquer dano ela recompensaria.

No entanto, o pagamento não foi feito e Thiago tornou a mandar várias mensagens para a prefeita, mas Nena não respondeu nenhuma. Lembrando que Thiago Aquino moveu ação em face dos dois através do processo 202086100439. Abaixo você confere o diálogo na íntegra.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui